domingo, 18 de maio de 2008

V de Vingança

"Remember, remember the 5th of November, the gun powder treason and plot. I know of no reason why the gun powder treason should ever be forgot."




Com o título inglês de V for Vendetta, baseado numa HQ homônima de Alan Moore e dirigido pelos mesmos caras que dirigiram Matrix. V de Vingança tem no elenco alguns atores prediletos meus, como Natalie Portman (que vocês ouvirão muito falar nesse blog), a Padmé Amidala de Star Wars, e Hugo Weaving, o Smith de Matrix e o Elrond de Senhor dos Anéis.

Um filme que une várias características que eu amo, anti-heróis e um futuro destruído vencido pela revolução. Um homem misterioso, mascarado, contra-lei, assassinatos e investigação, explosões e liberdade! Sempre!

Tudo começa numa Inglaterra fascista, dominada por uma ditadura religiosa extrema, um mundo em colapso, um futuro próximo! Aonde surge um devido revolucionário, que esconde o rosto em uma máscara de Guy Fawkes, conhecido como codinome V, que em um ano inteiro descrito pelo filme coloca em prática seu plano, baseado na Conspiração da Pólvora, para destruir o Parlamento Inglês e implantar a anarquia na nação! O filme intercala entre cenas de V, de Evey (Natalie Portman) antes e depois de conhecer V e da investigação dos atentados. E com Tchaikowski ele dá vida musical as explosões que encerram o filme.

Nota 9,8. Um dos meus prediletos.
PS: Não se acostumem com notas altas. Esse filme é que é bom mesmo.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Sir Vincent e a Arte de Criticar

Vou guardar meu instinto prolixo para os posts que precisarem de bastante lero-lero e vou direto ao ponto no post de apresentação do blog, começando pelo nome:

Meu peixe é grande e gordo, e laranja, então eu coloquei o nome dele de Don Vito, em homenagem ao tio do Bam Margera que é grande, gordo e usa laranja. Depois mudei o nome dele, por questões fonéticas, de Don Vito para Sir Vito. Sendo que Vito não era nada mais nada menos que um apelido para Vincent.

Depois resolvi colocar nele 20 sobrenomes, pra ser conveniente. Só lembro dos três primeiros, então deixei os outros 17 nomes desconhecidos pela humanidade serem apagados pelas memórias fracas dos donos.

Resumindo, pode chamar esse blog de Vito.

Agora sobre as críticas, uma equipe altamente qualificada de criticos e jornalistas de nomes honrados não (deixe-me grifar: não) faz parte desse blog. Somos só um punhadinho, uma meia duzia de vagabundos que gosta de criticar (e as vezes elogiar) tudo o que vemos por aí, e é isso o que viemos aqui para fazer.

E que assim seja! Vamos começar falando sobre os filmes, discos e afins que compoem a capa do blog, considerando que nesse tópico já falei sobre o Vito (o peixinho-dourado da imagem).